Arquivo para março, 2010

Não assista a novelas!

Posted in Pecados with tags on março 24, 2010 by rafaelvictor

Anúncios

Acorde!

Posted in Eu on março 22, 2010 by rafaelvictor

Todo dia em que acordamos, temos a chance de  sermos diferentes. Podemos fazer algo que nunca foi feito antes. Praticar uma atitude de ousadia e sair a frente na estrada da vida.

Ao abrirmos nossos olhos, sair do stand by de nossa cama e ficarmos de pé nos  renovamos na misericórdia do Senhor que se renova em cada manhã. Se somos renovados, por que temos então que viver de coisas velhas?

Somos renovados para ser novos. Recebemos óleo de alegria para sermos felizes.

Ao ficarmos de pé para um novo dia que possamos viver realmente a nova vida. Que possamos ficar realmente cansados diante de tanta estagnação, diante de tanta acomodação e realmente possamos acordar e dar um salto sobre os montes.

Acorda! Desperta.

Não deixe as coisas serem como são. Deixe o renovar inovar em tudo. Deixe  o rio te purificar.

Acorde para uma nova revelação. Não uma heresia. Mas a revelação da novidade de vida. A revelação dAquele que faz nova todas as coisas.

New Day! Novo Dia.

Acorde para ele. Deixe ele acordar para você.

O erro é que quando acordamos e olhamos a nossa volta tudo parece igual e normal. Igual ontem. Igual ao que já foi. Mas não se engane. Nossos olhos ainda feridos pelo corpo de transgressão não estão regulados para ver as coisas como são.

Mas comece então a acreditar. O novo se tornará mais real para você.

Tudo está se fazendo novo, embora nem todos possam ver. A obra é grandiosa e nem todos podem reconhecer.

Acorde para fazer parte disso.

Acorde para viver.

Acorde porque foi por você!

Rafael Victor

22 de março de 2010 00h53

EMANUEL

Posted in Jesus e nada mais... with tags , on março 17, 2010 by rafaelvictor

Jesus é Deus conosco, Emanuel. O grande
mistério de Deus ao se tornar humano é seu
desejo de ser amado por nós. Ao se tornar
uma criança vulnerável, completamente
dependente de cuidado humano, Ele quer
eliminar toda a distância entre o humano e
o divino.
Quem pode ter medo de uma pequena
criança que precisa ser alimentada, cuidada,
ensinada e guiada? Normalmente falamos de
Deus como o Deus onipotente, Todo-Poderoso,
de quem dependemos totalmente. Mas Ele quis
se tornar o Deus não-onipotente, todo-vulnerável,
que depende completamente de nós. Como
podemos ter medo de um Deus que deseja
ser “Deus conosco” e que nos tornemos
“Nós-com-Deus”?
 
Henri Nouwen