Ser cristão é ir contra o sistema!

Viver como cristão sincero no século 21 é desafio constante. Começa nas próprias trincheiras com gente de comportamento cada dia mais incondizente com o cristianismo. Autodenominados apóstolos fora-da-lei. Pidões de dinheiro em liturgias e teologias mal-arranjadas. Picuinhas vindas a público para satisfazer egos feridos de quem não tem coragem de humilhar, pedir perdão e encerrar o escândalo. Condução de rixas internas por cargos e poder à justiça secular. A maioria dos não-cristãos não toma conhecimento da separação entre tradicionais, unicistas, neopentecas, predestinacionistas, pós, pré, midi-tribulacionistas, nominais, fiéis ou seja lá o que for: para eles é tudo mesma farinha. Tudo Judas. Discípulos de Cristo, jamais. Não se parecem com Ele.

Ser crente de verdade em meio a gente desatenta à sã doutrina, seguidoras de mestres que dizem o que lhes satisfaz o ego, mercenários em pele de cordeiro e outros falsários é um desafio. Mas é compensador. Cristo sofreu com maus exemplos e até deixou alerta quanto a escandalizadores. Falou claramente de joio e trigo. Virgens loucas e prudentes. Frios e mornos. Aparências. Denorex. Os genuínos conviverão até o fim com os piratas. As cenas se repetem no altar, com o fariseu hipócrita e o publicano confuso com seus pecados. A viúva pobre, o rico e suas ofertas. Os perdoadores com a bênção recalcada, sacudida e os remoedores de mágoas na morte em vida.

Contudo, é no campo de batalha fora dos templos que se percebe a diferença gritante entre “malas” e salvos firmados na Rocha. Além dos portões é o lugar do confronto. É o ambiente apodrecido moralmente, carente de sal. Lugar das trevas morais, domínio do maligno que faz todos jazerem sepultados à espera de Luz. Campo minado da zombaria contra Deus nas novelas, piadas, negação da Verdade única e Absoluta. Espaço para a manifestação de tudo quanto se intitule anticristão, pós-moderno, cabeça aberta para a desobediência aos princípios santos. Lugar de empunhar armas não-carnais e poderosas em Deus. De estar firmado na mente de Cristo, renovada — prova da transformação e imunidade aos delitos e blasfêmias.

Aqui na batalha, além dos muros eclesiásticos está o rolo compressor da mídia ímpia, suas redações infestadas de militantes anti-Deus e sua pregação ateísta fervorosa escamoteada na falsa-ciência. É antro dos estúdios de produção de “entretenimento inocente” em programas que semeiam a maldade, desagregação familiar, prostituição, rebeldia aos pais, caminhos da morte, transtornos de fundamentos que sempre balizaram a sociedade.

Fora do saleiro, é o lugar da enxurrada de conceitos falsos antes desprezados, mas hoje glorificados como corretos em escolas primárias, universidades e campo de trabalho profissional. Sair ao mundo é o mesmo que enfrentar uma correnteza avassaladora tendo de remar com a força divina, rompendo em fé as cadeias da mentira, do engano, da massificação das transgressões humanas contra Deus e seus Preceitos santos.

Sim. Não se pode permanecer permanentemente dentro das quatro paredes. É inevitável encarar a batalha ou amarelar. Pode-se praticar o mimetismo, se ajustar aos gestos, trajes e linguagem do mundo. Pode-se viver como malandro em dupla personalidade. Pode-se ser apenas mais um, medíocre (sem feder ou cheirar). E as perspectivas para estes não são nada alvissareiras, pois o rolo compressor vai aumentar a pressão que, se possível, patrolaria até os escolhidos.

Mas, pode-se ser verdadeiro, reprovando o mal, combatendo as mentiras de pernas curtas. A Verdade sempre supera os embustes do Maligno (Satanás, diabo) arquiinimigo de Deus e suas obras. Todas as conclusões verdadeiras apontam para a Verdade esposada nas Escrituras, nos ensinos de Deus.

É possível notar tréguas nessa batalha contra o mal e suas conseqüências sociais. É possível firmar a fé, remar com mais entusiasmo, erguer mais a lâmpada, salgar mais intensamente. Dá para ser apenas autêntico, demonstrar o compromisso, mostrar a cara e até dar a outra face:

Acupuntura é igual a placebo para tratamento da dor. Estudo liga uso de maconha a câncer. Pesquisa demonstra que novelas da Globo contribuíram para aumento de divórcios no Brasil. Pesquisa prova que individualismo e busca de interesses pessoais prejudicam crianças e jovens. O ateísta Dawkins pode até ter conseguido afixar cartazes contra Deus em ônibus e metrô da Inglaterra, mas não teve coragem para dizer que ele não existe. O casamento continua sendo a fonte de prazer e realização humana, mesmo com toda sorte de golpes baixos.

Essas são o que me vêm à mente, mas há muito mais. A família continua sendo a célula-mãe da sociedade, apesar de ameaçada pelo câncer da devassidão moral. A religião, a amizade, o relacionamento com Deus e pessoas de uma comunidade cristã proporcionam a libertação das drogas, “grilos”, manias, psicoses, estresse, tumores malignos e toda sorte de males que afligem tantos quantos são indiferentes a Deus. São conclusões de educadores e cientistas honestos, com o dr. James Dobson, citado por Charles Colson em E agora, como viveremos? (Ed Vida).

São verdades e evidências que só confirmam as conseqüências de um viver com Ele ou sem Ele. Estar fora ou no centro da vontade dEle. Caminhar um caminho Estreito ou largo. Ser mais um ou fazer diferença. Usar armas poderosas em Deus ou acovardar-se na multidão que jaz no maligno. Ter fé ou adotar o ceticismo, agnosticismo e outros ismos inúteis.

Ele está no comando. Ele reina. Ele ressurgiu e é a razão da esperança de milhões de fiéis que O aguardam chegar a qualquer momento. Ele é o Desejado de todas as nações. É o príncipe da paz que nos garante alegria num mundo negativo de dor e sofrimento.

A batalha continua.

“Ninguém é tão santo quanto o Senhor! Não há outro Deus, Nem há Rocha alguma como o nosso Deus.
Deixem de ser tão orgulhosos e arrogantes! O Senhor sabe tudo, inclusive o que vocês fizeram, E Ele julgará suas ações.
Aqueles que eram poderosos, já não são mais poderosos! Os que eram fracos, agora são fortes.
Os que estavam bem de vida, agora estão passando fome; Os que passavam fome, agora têm alimento. A mulher que não tinha filhos, agora tem sete; Aquela que tinha muitos filhos agora não tem mais!
O Senhor mata, O Senhor dá a vida.
Alguns Ele faz pobres, E outros Ele faz ricos. A um Ele faz cair. E a outro Ele levanta.
Do pó Ele levanta o pobre, sim, de um monte de cinzas. E trata a esse pobre como príncipe, Que se assenta nos lugares de honra. Porque toda a terra é do Senhor, e Ele põe o mundo em ordem.
O Senhor protegerá os homens piedosos, porém os maus ficam em silêncio na escuridão. Ninguém será vitorioso somente pela sua própria força.
Os que lutam contra o Senhor serão humilhados; Do céu o Senhor troveja contra eles. Ele julga a terra de ponta a ponta. Ele dá grande força ao seu Rei, e dá grande glória ao seu ungido“, 1 Samuel 1.2-10, Bíblia Viva

José San Martín
“Consagro a Deus o que escrevi”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: